Fotografando em Ilha Bela

Ficha técnica

Ensaio externo | Litoral Norte de SP, Ilha Bela & São Sebastião | SP

Equipamento: Canon 1300D | Flash YN600EX-RTII | Lentes Canon 18-55mm e 50mm Yongnuo II

Props: Bomba de fumaça de chão azul da Globo Fogos

A viagem

A viagem tinha como principal objetivo um ensaio pré-weding do casal Jimy e Suzi que queriam fotos mais praianas com um fundo de mar para se diferenciar das de casamento que terão um fundo mais montanhoso e de florestas.

Saímos de São José dos Campos por volta de 8:30 e chegamos em São Sebastião às 10:00, tiramos algumas fotos na praça de eventos da cidade, mas infelizmente a vista do mar é muito ruim para fotografias desse ponto devido à petrolífera São Sebastião da Petrobrás que polui toda a vista do horizonte observando da cidade, o que exigirá muito tratamento para retirar esses elementos do fundo.

Continuamos viagem pela balsa que liga São Sebastião e Ilha bela, aonde se tem pouca liberdade para fotografia devido às normas de segurança para evitar acidentes, todas as pessoas devem ficar nas áreas designadas para os passageiros, mas entre uma passagem e outra do guarda ainda é possível tirar algumas fotos nas bordas, mas lembre-se de tomar cuidado tanto com sua segurança quanto da sua câmera já que as ondulações do mar geram muitos respingos de água no ar nas laterais da embarcação, o que pode danificar a sua câmera e lente.

A ilha possui muitos decks com vista para o mar que podem se tornar bons spots para fotografia, tanto ao norte quanto ao sul da ilha

Muito importante!

Não importa a hora do dia ou o dia do ano, ou como o clima esteja, leve muito repelente de insetos, nos esquecemos dele e sofremos com os borrachudos que na ilha são o maior incomodo, uma picada e a pele já fica inchada se for sensível.

As praias

Paramos primeiro na Praia de Santa Teresa ao norte da ilha, os barcos com nomes das praias da ilha rendem boas fotos.

Continuamos sentido norte até a Praia do Barreiros, e continuamos fotografando entre 13h e 15h.

A qualidade da areia das praias pelas quais passamos não era muito satisfatória, uma areia mais grossa e úmida e com muita sujeira da praia e de turistas espalhados, o que novamente aumenta o trabalho de pós edição.

Infelizmente o cronograma não permitiu que fossemos em mais praias e desbravássemos mais ainda a Ilha, além das inúmeras picadas de mosquitos.

Voltaria à ilha turisticamente e com muito repelente, porém para fotografia já passei por praias mais interessantes pelo litoral norte, seja para frente da cidade histórica de São Sebastião ou para o lado de Ubatuba, como as praias de mais difícil acesso e as trilhas como a das sete praias.

Comparação entre as bombas de fumaça de chão da Globo e de mão da Caruaru

Em algumas fotos usamos as bombas de fumaça, dando sequencia aos treinos recentes e testando as diferentes marcas e estilos de encapsulamento.

Diferente do primeiro teste usamos uma bomba de fumaça de chão da marca Globo Fogos ao invés de uma de mão, nesse caso não se recomenda a segurar devido ao seu corpo esquentar muito mais rápido por não possuir um adequado para esse fim. A carga das bombas testadas até agora é muito próxima em gramas, portanto deveriam ter um desempenho próximo.

As condições climáticas foram parecidas ao do primeiro teste, havia vento baixo a moderado. Dessa vez ativamos duas bombas ao mesmo tempo o que auxiliou a aumentar a fumaça no local.

Mesmo com a dispersão acelerada devido ao vento percebe-se que a quantia de fumaça emitida por cada uma delas foi muito maior, além da durabilidade ter sido mais satisfatória que os fogos de mão da marca Caruaru.

A conservação das bombas e o tempo em que estão estocadas pode prejudicar o desempenho, portanto é difícil dizer que as bombas da Globo tem realmente um desempenho melhor do que as bombas da Caruaru sem levar em conta todo esse deslocamento e conservação.

error: